A maioria das pessoas acha que gatos são preguiçosos que só fazem é comer e dormir. Mas não é bem assim! Muitas são as histórias que tratam sobre a missão dos gatos em nossa vida, você sabia?

Mesmo sendo criaturas discretas que ao parecer não possuem fins algum, os gatos acompanham os humanos a milênios. Os místicos acreditam que eles seriam uma espécie de guardião espiritual da humanidade, assim como nossos mentores e nossos anjos.

Detetores de energia

A primeira descoberta foi que os gatos dormem muito porque precisam repor as energias que perdem enquanto fazem a limpeza do ambiente. Isso não é uma novidade, porque já no antigo Egito eles eram e ainda são considerados animais sagrados, porque simbolizam exatamente isso: a limpeza, a higiene, tanto do ambiente como a deles mesmo.

Se uma pessoa fizer uma festa a um gato mas no seu interior perdurar o medo e o desassossego o gato saberá pois estes vêm para além do que está à vista, estes relacionam-se com a nossa essência. Quando estes vão para o colo ou têm alguma manifestação de afeto é algo muito verdadeiro, é um gesto de confiança que devemos ter em conta. As suas manifestações são íntimas e profundas. Exigem recolhimento, entrega e atenção.

No Egito dos faraós, o gato era adorado na figura da deusa Bastet, representada comumente com corpo de mulher e cabeça de gata. Esta bela deusa era o símbolo da luz, do calor e da energia. Era também o símbolo da lua, e acreditava-se que tinha o poder de fertilizar a terra e os homens, curar doenças e conduzir as almas dos mortos. Nesta época, os gatos eram considerados guardiões do outro mundo, e eram comuns em muitos amuletos.

Os egípcios dedicavam tamanha veneração aos gatos que costumavam raspar as sobrancelhas em sinal de luto quando um bichinho de estimação morria. As mulheres também os viam como símbolos de beleza e pintavam os olhos tentando imitar o contorno perfeito do olhar dos bichanos

 

Tatuagem-de-Gato-Egípcio-Fotos-e-Significado-2

Os Gatos nos Curam

Há quem defenda que os gatos são capazes de transformar energia negativa em energia positiva e desta forma são animais úteis para a cura. Se o animal se tentar deitar ou sentar numa parte do nosso corpo, insistentemente, poderá querer dizer que esse órgão ou membro estará afetado.

Na época de Atlântida, os curandeiros em seus trabalhos utilizavam cristais como um canal de cura. Quando visitavam vilas distantes onde não podiam usar os cristais, os curandeiros levavam gatos que exerciam exatamente a mesma função dos cristais.

Se você possui um bichano, preste muita atenção ao local que ele gosta de dormir. Normalmente, os gatos procuram locais onde existe alguma energia parada ou alguma energia negativa pois os gatos funcionam como uma espécie de filtro, que enquanto dorme transforma a energia ou a colocam em movimento.
Gatos gostam de dormir em locais de vertente subterrânea de água, falhas geológicas, radiações telúricas. Comprovado pela Geobiologia e pela Radiestesia, estes locais afetam a saúde das pessoas, provocando doenças e depressão entre outras. Assim o gato pode ser uma forma de nos prevenir destes pontos.
Uma outra curiosidade ligada aos gatos, está relacionada ao mito de possuírem sete vidas. Esta questão é explicada pelo fato do gato possuir um campo vibratório perfeito, ou seja, o animal neutraliza 100% da energia negativa, evitando assim possíveis doenças e outras .

Além disso, o gato é o único animal da Terra que emite um som vibratório, o “ronronar” quando está em harmonia. Neste momento ele está sintonizando seu campo com o da pessoa ou neutralizando seu próprio campo negativo, por isso é aconselhável pegar um gato no colo pelo menos uma vez ao dia.

Texto: Caroline Poerner

www.medium.com

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.